• +55 (19) 3701-3476

Cpamp propõe alterações nos modelos de formação de preço que devem elevar PLD.

Publicado em Wednesday, 16 de February de 2022
Cpamp propõe alterações nos modelos de formação de preço que devem elevar PLD.

Por: João Victor Bonora - Middle Office | Migratio Energia.

 

O Ministério de Minas e Energia (MME) abriu uma consulta pública para discutir mudanças nos modelos de preços de energia de curto prazo, o Preço de Liquidação das Diferenças (PLD). Anualmente, a Comissão Permanente para Análise de Metodologias e Programas Computacionais do Setor Elétrico (Cpamp) analisa melhorias pertinentes aos modelos utilizados para a programação da operação e formação do preço de energia elétrica, principalmente os parâmetros de risco, de forma a adequá-los à situação real do país.

A partir de estudo realizado, a proposta elaborada pelo GT de Metodologia da Cpamp propõe a adoção da metodologia PAR(p)-A na geração de cenários e construção de função de custo futuro dos modelos computacionais, no lugar do PAR(p). O PAR(p) é uma metodologia estatística que considera a hidrologia histórica do sistema dentro do modelo Newave, que trata do planejamento no horizonte de até cinco anos. Ele olha as afluências do passado para projetar as do futuro. Com a mudança para o PAR(p)-A, será usado um histórico mais abrangente, considerando um peso para a média dos últimos doze meses, deixando a metodologia mais realista para a geração de cenários futuros. A proposta elaborada pelo GT de Metodologia prioriza o armazenamento dos reservatórios das hidrelétricas e consequentemente o acionamento de mais termelétricas, o que deve elevar o PLD.

Atualmente o parâmetro utilizado para aversão ao risco é CVaR (50,35), ou seja, um peso 50 para os cenários mais otimistas e um peso 35 para os cenários mais pessimistas, que segundo o Cpamp, não reflete a realidade enfrentada. A alteração proposta se trata de dar maior peso aos cenários pessimistas e peso menor aos otimistas, com um CVaR (25,40). A introdução dessa metodologia foi discutida em 2021, mas acabou não sendo implementada devido aos agentes entenderem necessário analisar as mudanças com mais calma. Na época, a Cpamp também concluiu que o cálculo não proporcionaria segurança ao processo de planejamento da expansão, da programação da operação e formação do preço e que não haveria tempo suficiente para reavaliar dentro do período da Consulta Pública.

A atual Consulta Pública será encerrada no dia 11 de março e para que as mudanças entrem em vigor a partir de 2023, precisarão ser discutidas e aprovadas até o fim de julho, porém, a expectativa é de deliberação até 31 de março.

 

 

CONTATOS

  • Icone 01
    Rua Senador Vergueiro, 995 I 2° andar
    Centro - Limeira - SP
    CEP: 13480-001
  • Icone 02
    Atendimento
    Segunda à Sexta das 8h às 18h
  • Icone 03
    comercial@migratio.com.br
    +55 19 3701 3476
Fale com nossa equipe
Quero conhecer as soluções da Migratio
Fale com nossa equipe
Quero conhecer os produtos